Notícias

Ford comemora o sucessso de seu prêmio ambiental com um dos melhores números de inscrições da história

A Ford comemora o sucesso da edição 2010 do Prêmio Ford de Conservação Ambiental. A montadora recebeu 229 inscrições, volume 20% maior frente ao ano anterior e um dos maiores números de participantes de toda a história. Essa 15ª edição teve ainda uma grande novidade: a criação da categoria dedicada aos Distribuidores Ford em todo o Brasil. Todas as concessionárias já iniciaram um treinamento intensivo na área ambiental, promovido pela Abradif, a associação que representa as revendas da marca. A expectativa da Ford é ver seus Distribuidores na vanguarda quando se tratar do tema Sustentabilidade em curto prazo.

O prêmio é promovido para incentivar e reconhecer ações de preservação do meio ambiente e da biodiversidade no território nacional tem seis categorias além da Distribuidor: Conquista Individual, Negócios em Conservação, Ciência e Formação de Recursos Humanos, Meio Ambiente nas Escolas e Fornecedor.

O prêmio vai distribuir um total de R$100 mil aos vencedores, que serão anunciados em dezembro, durante uma solenidade especial. A seleção dos trabalhos já foi concluída pelo júri, formado este ano por Ana Rita Pereira Alves, diretora da Sociedade Civil Mamirauá, Eric Stoner, diretor de meio ambiente da Usaid, Adalberto Marcondes, diretor do site Envolverde, Flávio Camargo Schuch, acadêmico da Área Ambiental, e Célio Costa Pinto, superintendente do IBAMA na Bahia.

Os jurados se reuniram em São Paulo, oportunidade em que também visitaram o Salão do Automóvel e conheceram o Fusion Hybrid, veículo que traz para o Brasil a tecnologia mais avançada de sustentabilidade.
“Recebemos muitos trabalhos bons, o que tornou a seleção mais difícil”, diz Ana Rita Alves, que participou pela quinta vez do júri. A categoria Meio Ambiente nas Escolas é uma das que motivaram o maior número de inscrições. “O Prêmio Ford está incentivando o trabalho nas escolas. É interessante ver a preocupação dos professores em preparar os alunos para a questão ambiental, criando programas de limpeza urbana, reciclagem e economia de água. São essas ações que vão trazer resultado a longo prazo.”

A maior participação de escolas do Sul e do Sudeste é outro ponto que chama a atenção. “Embora o grande foco da conservação no Brasil seja a região Norte, por causa da Amazônia, a participação de escolas do Norte, Centro-Oeste e Nordeste ainda é pequena”, comenta.
Ana Rita Alves destaca, também, a importância do reconhecimento voltado à área de Ciência e Formação de Recursos Humanos. “Essa categoria incentiva um trabalho muito importante, que é o das instituições dedicadas à formação de multiplicadores para a conservação ambiental”, diz.

Segundo a pesquisadora, o Prêmio Ford de Conservação Ambiental contribui para a mudança de atitude da sociedade em relação ao meio ambiente, que evoluiu muito nos últimos anos. “Há 18 anos, quando comecei a trabalhar nessa área, os pesquisadores eram confundidos com ambientalistas radicais. Com o avanço do conceito de desenvolvimento sustentável e com a percepção das mudanças climáticas, do efeito estufa e tsunamis, o meio ambiente passou a ser encarado com muito mais seriedade, embora a questão do desmatamento continue séria”, diz.

A visibilidade que o prêmio proporciona, continua Ana Rita, também facilita a obtenção de financiamentos de pesquisa, que são importantes para a manutenção desse trabalho.
Ford Dimas

Fotos

Interessado num carro novo?

Ligue para nossas lojas

Horário de funcionamento