Notícias

Ford cria laboratório dedicado aos elétricos e híbridos

A fim de ampliar sua capacidade de pesquisa e desenvolvimento de carros híbridos e elétricos, a Ford criou um laboratório específico para esse fim em Dearborn, nos Estados Unidos. O prédio de 26,5 mil metros quadrados, antes conhecido como Centro de Engenharia Avançada, agora se chama Centro Avançado de Eletrificação Ford, abrigando a maioria dos mil engenheiros que trabalham nesses programas. 

Esse time quase triplicou nos últimos anos. Muitos dos engenheiros trabalharam na indústria aeroespacial. A Ford investe US$ 135 milhões no design, engenharia e manufatura de elementos-chave de seus veículos híbridos elétricos de nova geração (incluindo sistemas avançados de bateria), que começam a ser produzidos este ano. 

A capacidade de avaliação de baterias vai dobrar até 2013, com um total de 160 canais de testes individuais. O investimento inclui a compra de máquinas capazes de avaliar e simular o comportamento térmico e durabilidade dos acumuladores sob todas as condições de carga, temperatura e uso. A montadora afirma estar reduzindo o custo de seus veículos híbridos atuais em até 30% quando comparados aos da geração anterior. 

Este ano, a Ford vai completar o lançamento de cinco modelos como parte da estratégia de triplicar sua capacidade nesse segmento até 2013. São eles o Focus Electric, o C-Max híbrido, o C-Max Energi híbrido “plug-in”, o novo Fusion híbrido e o Fusion Energi híbrido “plug-in”. 

DESENVOLVIENTO DAS BATERIAS

Os primeiros híbridos da Ford utilizavam baterias desenvolvidas com a participação de fornecedores, desde a fase de projeto até os testes. "Com a ampliação do programa, a Ford achou mais eficiente trazer as áreas de pesquisa, desenvolvimento e produção de veículos elétricos para dentro de casa", afirma Anand Sankaran, líder técnico de sistemas de acumulação de energia e híbridos da Ford. “O tempo é essencial, especialmente quando temos um prazo de lançamento definido.” 

A duplicação da capacidade de teste de baterias foi motivada por essa necessidade de redução de tempo. Segundo a montadora, sem a dependência do fornecedor ela poderá completar os projetos em um prazo 25% menor.

 

Fonte: automotivebusiness.

Ford Dimas

Fotos

Interessado num carro novo?

Ligue para nossas lojas

Horário de funcionamento