Ford e universidade desenvolvem banco que monitora os batimentos cardíacos do motorista

A Ford anunciou hoje que acaba de desenvolver um banco que monitora os batimentos cardíacos do motorista, mais um produto que visa manter boa a condição de pessoas que tem certos problemas de saúde.

Dr. Achim Lindner, um médico que trabalha para a Ford, comentou que como sempre na medicina, quanto antes uma pessoa detectar um problema de saúde mais fácil será para que ele seja tratado com sucesso. E que essa tecnologia tem o potencial de ser um instrumento na diagnose de problemas de saúde do motorista antes mesmo que ele saiba disso.

O projeto feito pela Ford e pela Aachen University da Alemanha usa seis eletrodos que ficam no encosto do banco e monitoram os batimentos cardíacos da pessoa ali sentada. Os sensores tiveram de ser especialmente projetados para conseguir perceber os batimentos mesmo sem estar em contato com a pele.

O resultado foi que os pesquisadores conseguiram um bom sinal mesmo através de 10 camadas de algodão. Outros tipos de materiais que são sintéticos atrapalham um pouco e dão interferência no sinal, mas os batimentos continuam sendo detectados.

Apesar de o banco especial ainda estar em estágios iniciais de desenvolvimento, os testes andam promissores. Testes móveis usando uma Ford S-Max obtiveram 98% de sucesso em captar todos os batimentos cardíacos.

O banco foi feito para ser usado por pessoas que tem problemas de coração ou que tem uma certa disposição para isso, mas poderá também ser usado com pessoas de idade, já que até 2050 o número de pessoas com 65 anos ou mais nos EUA será de 88 milhões.

A tecnologia Sync será usada para enviar os dados a serviços de emergência, se a pessoa tiver algum problema enquanto estiver no carro. Dispositivos que controlam diabetes ou asma poderão ser controlados também.

Fonte: http://www.noticiasautomotivas.com.br

Ford Dimas

Fotos

Leia também

Veja todas as notícias

Ligue para nossas lojas

Horário de funcionamento